Visualizações de páginas da semana passada

sábado, 9 de março de 2019

Fortaleza 4 x 0 Confiança | Gols e melhores momentos | 5ª rodada | Copa do Nordeste


O Fortaleza recebeu o Confiança na Arena Castelão e aplicou uma goleada por 4 x 0. Júnior Santos marcou 3 gols e Edinho fechou a conta para o Leão. #CopaDoNordeste2019

sábado, 23 de fevereiro de 2019

PT precisa fazer autocrítica, se renovar, se reinventar, diz governador do Ceará

Resultado de imagem para camilo santanaReeleito no Ceará com a maior porcentagem de votos entre os governadores (79,9%) na eleição de 2018, Camilo Santana, 50, se apresenta com um dos novos quadros do PT no momento em que o partido tenta se reestruturar após derrota nas urnas para presidente. Camilo é um daqueles que defendem que a legenda precisa de autocrítica e de renovação.

"Desde lá atrás achei que o partido precisa fazer autocrítica, se renovar, se reinventar, até porque acho que deve fazer parte do ser humano, de qualquer instituição, buscar se aprimorar. Gosto de fazer auto avaliação para melhorar, e dar essa resposta, onde erramos, o que podemos corrigir. Acho que falta mais essa característica para o PT", disse, à reportagem.

Para ele, a renovação passa por dar um passo à frente com relação à espera pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde abril de 2018. "Lula sofre uma grande injustiça, deu uma grande contribuição ao país, mas precisam vir novas pessoas, novos quadros", afirmou.

Durante a campanha presidencial, Camilo se dividiu no primeiro turno entre os palanques de Fernando Haddad, candidato de seu partido, e Ciro Gomes, do PDT, seu aliado no estado e quem o governador cearense achava que deveria ter encabeçado a chapa do que chama de partidos progressistas.

Após a definição do segundo turno entre Jair Bolsonaro e Haddad, Camilo estava no evento que escancarou o racha entre Ciro e o PT quando o irmão de Ciro, Cid, eleito senador pelo Ceará, bateu boca com militantes petistas e disse a frase "Lula está preso, babaca", que viralizou.

"Houve divergências, até porque ele [Ciro] sempre esperou que o PT retribuísse todo o apoio que teve, dando apoio à candidatura dele, o que eu defendi. Como o Lula não poderia ser candidato, eu defendia que o candidato fosse o Ciro, até citei que minha chapa seria Ciro e Haddad, antes da eleição. Acho que temos muito mais convergências do que divergências [PT e PDT] e precisamos de união", disse.

ATAQUES NO ESTADO

O pós-reeleição não foi fácil para Camilo. Em 2 de janeiro, o Ceará passou a conviver com ataques a prédios públicos e privados, ônibus e até viadutos, atribuídos à facções criminosas descontentes com o anúncio de que o governo tornaria mais rígidas as regras nas prisões.

Foi criada uma secretaria específica, de Administração Penitenciária, e nomeado Luis Mauro Albuquerque, que ficou conhecido por, em 2017, comandar a retomada e reestruturação do presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, que durante rebelião teve 26 mortos.

"A gente sabia que ia ter reação [das facções criminosas], só no aceitar [de Mauro Albuquerque] a inteligência identificou movimentação. Mas é difícil imaginar a intensidade. Por isso que no primeiro momento eu solicitei de imediato o apoio da Força Nacional e do Exército, infelizmente o Exército o governo não atendeu. Porque eu sabia que quanto mais pessoal tivesse na rua para sufocar, mais rápido conseguia debelar essas ações", disse.

Em 27 dias foram ao menos 260 atos criminosos, em 50 das 184 cidades do Ceará. Mais de 466 pessoas foram detidas, suspeitas de participação nos ataques, e 39 presos considerados líderes das facções foram transferidos para prisão federal. No início de fevereiro, mesmo com o fim das ações, Camilo pediu a permanência da Força Nacional de Segurança, que ficará por mais 30 dias.

"A presença da Força Nacional, ela tem muito mais o simbolismo. Porque se você for avaliar, eu tenho 29 mil homens nas minhas forças de segurança, vieram 408 homens da Força Nacional. Mas o fato da Força estar no Ceará, tem um impacto psicológico importante na população", avaliou.

Em janeiro, em meio aos ataques, o Ceará registrou uma queda abrupta de mortes violentas, mais de 60% comparado com janeiro de 2018. À Folha de S.Paulo, o sociólogo César Barreira, da Universidade Federal do Ceará (UFC), avaliou que as ondas de ataques fizeram com que a disputa por territórios entre as facções --no Ceará são três dominantes, o PCC, o Comando Vermelho e a local Guardiões do Estado-- fosse temporariamente suspensa por causa da união delas para combater um inimigo comum.

"Eles [especialistas] têm que explicar porque tivemos redução [nas mortes violentas] por 11 meses seguidos em 2018. Quando tomei a decisão do enfrentamento ao sistema prisional, eu sabia que teria um efeito forte aqui fora. Não tenho dúvida que a diminuição dos homicídios é fruto dessa intervenção, foi fruto da presença da polícia nas ruas", disse Camilo.

Em fevereiro de 2019, até o dia 12, ocorreram 65 mortes violentas no Ceará, segundo dados da Secretaria de Segurança do Estado. No mesmo período de fevereiro de 2018 foram 168, 61% a mais. "Vamos ter um acompanhamento para confirmar essa queda", disse Camilo.

Senador Paulo Paim (PT-RS) rebateu a tese do governo Jair Bolsonaro de que se não for feita a reforma, o Brasil vai quebrar. Apontando números, o parlamentar enfatizou que o sistema não é deficitário, mas precisa de ajustes.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

'Pacote anticrime' de Sérgio Moro: advogados e juristas questionam pontos da proposta que pode beneficiar "bandidos ricos"

Resultado de imagem para Pacote anti crime
Medidas de Moro tem na teoria a intenção de atacar a corrupção e o crime organizado. Na prática pode favorecer crimes do colarinho branco e não tem nenhum capítulo dedicado especificamente ao combate das causas que agravam a violência urbana que assola o país. 
Não apresenta nenhuma solução para a questão carcerária que estão se tornando verdadeiros escritórios do crime. 
"Se este projeto (como um todo) passa, o que teremos é um aumento considerável da população carcerária e, como efeito óbvio, um enorme número de novos membros a serem recrutados pelo crime organizado e pelas organizações criminosas", disse Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.
A americanização da justiça brasileira é outro ponto questionável, a "Plea bargain" introduz no direito brasileiro uma figura que ainda não existe por aqui: o acordo (mediante confissão) com o Ministério Público. Nos Estados Unidos, este instrumento é chamado de "plea bargain".








Nesta modalidade, o réu confessa sua culpa diante da acusação, e o Ministério Público não chega a apresentar denúncia - o que evita um novo processo judicial. Em troca da confissão, o Ministério Público pode negociar benefícios na hora de cumprir a pena.
Se levarmos em consideração os crimes da JBS e ODEBRECHT, se a "plea bargain" já estivesse valendo, bastaria Joesley e Marcelo confessarem seus crimes e nem processados seriam... 

'Pacote anticrime' de Sérgio Moro: advogados e juristas questionam pontos da proposta que pode beneficiar os "bandidos ricos"

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

sábado, 12 de janeiro de 2019

Campeonato Cearense 2019

Resultado de imagem para ceniO Campeonato Cearense de Futebol de 2019 será a 105ª edição do torneio. A competição premiará os clubes com duas vagas para a Copa do Brasil de 2020, uma para a Copa do Nordeste de 2020, duas para a Série D de 2020 e uma para a Copa dos Campeões Cearenses de 2020. 


O regulamento foi modificado em relação à edição anterior, e permitirá que as duas equipes participantes da Copa do Nordeste de 2019, Ceará e Fortaleza, iniciem a disputa somente a partir da segunda fase do torneio. 

Onda de violência no Ceará completa 11 dias e nem a Força Nacional conseguiu conter a bandidagem

Resultado de imagem para Criminosos destroem torre de transmissãoA onda de violência no estado chegou ao 11º dia seguido com 194 ataques confirmados em 43 municípios. O Ministério da Justiça confirmou que, desde o início da sequência de crimes, 35 membros de facções criminosas foram transferidos para presídios federais. 
De acordo com a Polícia Militar, nesta madrugada, parte da base de uma torre de transmissão no município de Maracanaú foi explodida e o equipamento caiu. Fios de energia ficaram espalhados na via próxima ao local, que está isolado por equipes policiais. Policiais contam com apoio de um helicóptero na busca dos suspeitos e para prevenir novos ataques.
Criminosos detonam explosivos em viaduto de Fortaleza
Criminosos detonaram explosivos em um viaduto de Fortaleza, na noite dessa quinta-feira, 10. É o décimo dia seguido de ataques no Ceará.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Ciro Gomes diz que MBL é "facção criminosa"

Augusto Nunes, Caio Coppolla, Luciana Verdolin e Vitor Brown comentam a nota de Ciro Gomes sobre os deputados eleitos Kim Kataguiri e Arthur do Val, do Movimento Brasil Livre

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Força Nacional não ameniza os problemas no Ceará que tem o quinto dia de ataques criminosos

Após a série de ataques no Ceará, a Força Nacional de Segurança Pública está fazendo o policiamento ostensivo nas ruas de Fortaleza, em apoio aos agentes de segurança do estado.Pela quinta madrugada consecutiva, foram registrados novos ataques contra veículos e prédios públicos nesta segunda-feira (7) no Ceará. Desde sexta-feira (4), homens da Força Nacional de Segurança Pública reforçam o policiamento oestensifo no estado.


Uma estação ambiental foi atacada em Icapuí, litoral leste do estado, próximo da divisa com o Rio Grande do Norte. Em Icó, cidade a 360 quilômetros de Fortaleza, a sede da Câmara de Vereadores foi alvejada a tiros por criminosos. Uma rádio da cidade também foi atacada por disparos de arma de fogo. Não houve registro de feridos. Já em Reriutaba, no interior do estado, uma ambulância foi incendiada dentro do estacionamento do hospital municipal.
Na capital e região metropolitana, uma concessionária de motocicletas sofreu um ataque de criminosos, que incendiaram a oficina no bairro Couto Fernandes, por volta das 2h. A área foi totalmente destruída pelas chamas, incluindo ao menos três motocicletas de clientes que estavam em revisão. O gerente do local estima prejuízo de pelo menos R$ 150 mil, incluindo peças, produtos e reforma da oficina. Em um outro bairro da periferia da capital, o Pan-Americano, também foi atacado um supermercado.
A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará deve divulgar um balanço até o começo da tarde com os detalhes das últimas ocorrências.
Desde que começaram os ataques, na última quarta-feira (2), pelo menos 120 ocorrências foram registradas. No último balanço, a Secretaroa de Segurança confirmou a prisão de 110 suspeitos de participação nos atentados contra veículos, prédios públicos e estabelecimentos comerciais.

Presídios federais

Na noite de domingo (6), a Secretaria de Administração Penitenciária confirmou a transferência imediata de 20 líderes de facções criminosas, presos no sistema carcerário estadual, para presídios federais administrados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).
Ao todo, o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) ofereceu 60 vagas ao governo do Ceará. Os presídios federais são de segurança máxima.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Fortaleza tem 23 ataques criminosos e governo autoriza reforço federal





O governador Camilo Santana solicitou apoio da Força Nacional de Segurança, Exército e Força de Intervenção Integrada (FIPI) para trabalhar em conjunto com a polícia do Ceará, após a onda de ataques em Fortaleza e Região Metropolitana, desde a madrugada desta quinta-feira (3).
Criminosos explodiram uma bomba em um viaduto na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, e incendiaram ônibus do transporte coletivo da capital cearense durante a madrugada desta quinta-feira (3). Além disso, carros do Departamento de Trânsito de Horizonte e uma van do transporte alternativo foram queimados na Região Metropolitana.
Santana anunciou também a nomeação imediata da turma de 220 novos agentes penitenciários, antes prevista para março. E a imediata nomeação dos 373 novos policiais militares, já formados, para atuação nas ruas.

Arquivo do blog

Seguidores